About me

A minha foto
CHAVES, Trás-os-Montes, Portugal
Sou aquela que vez, que julgas, que chamas, que ouves (por muito que às vezes te custe),que te compreende e repreende quando necessário, que te intimida e também te alenta, te conforta, te reanima, te respalda a alma, aquela que te ama, te sorri, aquela que te ressurge todos os dias e te diz: "continua a viver"... Para todos aqueles que se acham merecedores...

sexta-feira, dezembro 03, 2010

quarta-feira, dezembro 01, 2010

Mariza - Chuva - Fado

Mágoa



















Sentada neste imenso vale, penso:
Na sua beleza e frescura,
Neste verde que perdura,
Nestas pintas encarnadas nele posto...
Fazendo com que dele brote aquele imaginativo rosto,
Que na minha mente prevalece...

Ai, como eu queria que ele por vezes desaparecesse...
Só para não deixar em mim tal ansiedade,
Pois dele padece tal crueldade...
A de me fechar a um sentimento louco...
Que por vezes sabe mesmo a pouco!
Por ele não corresponder...

A distância faz de mim esperançosa,
Ai, como eu queria que ele voltasse a ser o mesmo de outrora,
Que vinha ter comigo apaixonado e sem demora...
Com ele, eu sentia-me segura,
Porém, agora vestiu outra pele,
E mais amargo que o próprio fel,
Assim se tornou...

Será que o amor me cegou?
Me fez idealizar uma pessoa diferente?
Meu rosto por ele mil lágrimas derramou...
Não era mesmo nada disto que eu tinha em mente...

Esperava mais maturidade,
Responsabilidade,
Humildade,
Compreensão,
Carinho!

E não ser desprezada por "já não servir" :'(