About me

A minha foto
CHAVES, Trás-os-Montes, Portugal
Sou aquela que vez, que julgas, que chamas, que ouves (por muito que às vezes te custe),que te compreende e repreende quando necessário, que te intimida e também te alenta, te conforta, te reanima, te respalda a alma, aquela que te ama, te sorri, aquela que te ressurge todos os dias e te diz: "continua a viver"... Para todos aqueles que se acham merecedores...

quarta-feira, março 30, 2011

Sem Crer!



Estou aqui!
Sem crer,
Em coisa alguma!

Dentro de minh'alma não vejo nenhuma
Idéia, sem ser as que outrora tive.

Ai, quem me dera entender
Aquilo que já vivi...
Pois, sem isso...
O que seria de mim,
O que seria de ti?

Vivências passadas me fizeram crer, que não se deve querer!
Não vale a pena tentar perceber
O ninguém nunca percebeu!

Pois, "o que não tem remédio, remediado está"!
Dizem que o tempo tudo cura, quiçá!
O mundo dá muitas voltas,
Tantas voltas o mundo dá,
E é nessas tantas voltas,
Que a tua vida se tecer-se-á!

4 comentários:

Miguel Pereira disse...

Se te estás a afundar

e apertado sem nada dizer

lembra-te que sem luar

nada se pode ter

lembra-te sem te esqueceres de ti

lembra-te de quem exige sem nada ter

porque a vida também te sorri

é a força de viver

que tu tens dentro de ti

junto da revolta que se abafa

de tudo que senti

nesta vida pobre e escassa.

e sempre exigem sem nada dar

sempre querem magoar sem ...

PAPOILA disse...

obrigada... a tentar sobreviver ;)

Jorge Palma disse...

Gostei do que escrevestes, parabéns (-_-)
Porque parastes de escrever no blogue?

Cumprimentos

Jorge Palma

PAPOILA disse...

obrigada... só escrevo quando me sinto mais pensativa...